A Eco Soluções possui laboratório próprio, especializados, com profissionais capacitados para realizarem diversas analises laboratoriais de águas e efluentes com o objetivo de:

     – Elaboração da melhor composição de químicos para serem adotados para tratamento de efluentes,

     – Análises para acompanhamento técnico do desempenho de estações de Tratamento;

     – Atendimento a requisitos normativos e legais vigentes.

     – Atendimento ao Decreto N° 8468/76;

     – Atendimento a Resolução CONAMA Nº 430/11;

     – Atendimento a Normas Estaduais e Federais de interesse específico;

     – Análises Físico-químicas em geral;

     – Controle Físico-químico da Qualidade de Efluentes: Cianeto, DBO, DQO, Fenóis, Fluoreto, Nitrogênio Amoniacal, Óleos e Graxas, pH, Resíduos Sedimentáveis, Sulfato, Sulfeto, Metais (todos), entre outros parâmetros.

Valores análises físico-química e microbiológicas

Análises Preço (R$)
DQO 70,00
DBO 50,00
Nitrogênio Total 30,00
Fósforo 30,00
Potássio 30,00
Sódio 30,00
Carbono Orgânico Total 30,00
Ferro 30,00
Ácido Húmico 50,00
Temperatura 15,00
Sólidos Totais 15,00
Análise de Potabilidade de água – padrão microbiológico (Coliformes totais, termotolerantes, E. coli) 110,00
Análise de Potabilidade de água – padrão físico-químico (cloro, cloreto, dureza, ferro, pH 110,00

Valor cobrado por amostra (unidade)***

Procedimento Padrão para a Coleta de Água para Análise Físico-Química-Microbiológica
Objetivo: Coletar amostras de água para análise físico-química-microbiológica.
Aplicação: Ensaios de análise físico-química-microbiológica das águas de consumo humano.
Material necessário:
– Caixa Térmica Limpa e Descontaminada (ou de Isopor);
– Gelo;
– Sacos Plásticos Transparentes;
– Frasco de Coleta Descontaminado (pote esterilizado vendido para coleta de urina, mínimo 500 mL) ou
– Garrafa de Água Mineral 500 mL vazias e descontaminadas (mantê-las limpas);
– Etiqueta/Rótulo para identificação das amostras;
– Luvas de Procedimento;
– Algodão;
– Álcool;
Condições gerais:
A – Os frascos destinados à coleta das amostras devem ser esterilizados e mantidos fechados, até o momento da coleta;
B – Transportar as amostras em baixa temperatura, em até 10ºC, em caixa térmica até o laboratório;
C – Providenciar transporte tal que o prazo entre a coleta da amostra e o início da análise não exceda 24 horas;
D – O teste de potabilidade da água deve ser realizado pelo menos uma vez por ano, no início das obras ou na alteração das condições do fornecimento da água;
Coletar da seguinte forma:
– Águas superficiais: imergir o frasco com a boca voltada para baixo a uma profundidade mínima de 15 – 30 cm abaixo da superfície, depois virar a boca do frasco voltada contra a corrente; No caso do corpo de água for estático, deverá ser criada uma corrente artificial; através da movimentação do frasco na direção horizontal (sempre para frente).
– Efluentes, águas de poços e locais de difícil acesso: coletar a amostra com outro recipiente limpo e então transferir a amostra para o frasco;

© Copyright 2018 Desenvolvido por Ther Sistemas